Órgão do MPF recomenda investigação contra Salles por crimes de responsabilidade e de improbidade

BRASÍLIA- A 4ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal (MPF), responsável por questões relacionadas ao meio ambiente, parau comur como amum accu Geral da República (PGR) and Procuradoria Geral do Distrito Federal investiguem se o minister do meio ambiente, Ricardo Salles, cometeu crime de responsabilidade e de improbidade.Nas representações, o órgão cita que desde o início de sua atuação há "flagrante violação" do dever de proteger a área e menciona a fala de Salles na reunião ministerial do dia 22 de abril, when o gestor afirmou que era necessário aproveitar o momento para "ir passing a boiada". "Observa-se que as declarações do Ministero de Estado during o vídeo revelam claraintenção de promover a desregulamentação do Direito Ambiental pátrio, opportunely not períododa pandemic, galgando-se do foco em problemas a ela associados pela míd ia e população, emflagrante infringência aos princípios da Administração Pública da moralidade, eficiência, legalidade, impessoalidade e publicidade ", diz o document.No vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, Ricardo Salles defendeuç o que government aproveitasse this is a time for a pandemic to open the environment in an environment. – Tudo que a gente faz is pau no judiciário, no dia seguinte. Então pra isso precise ter umesforço nosso aqui enquanto estamos nesse momento de tranquilidade no aspecto decobertura de imprensa, porque só fala de COVID e ir passing boiada and mudando todo or regramento and simplifying normas – said o minister na ocasião.A 4ª Câmara argumenta que a simplificação de normas desejada pelo minister "will be interested in a selection of society and detrimental to coletividade". O órgão diz ainda que "desmantelar" a legislação relating to oo theme will benefit only from the pests of the indivíduos interested in the exploration of my environment.

Source link

Reply